Scroll Top

Vestibular

Entrevista com Alunos do Curso de Medicina da UEMS

Olá pessoal, recentemente eu postei sobre o curso de Medicina da UEMS (Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul) que iniciou suas atividades em 2015. O ingresso é pelo sistema SISU, e nesse ano esteve entre as maiores notas de corte da seleção. O post de hoje é uma entrevista respondida por estudantes do curso de Medicina da UEMS para vocês conhecerem melhor essa instituição pública de ensino e seu metodo inovador de ensino (o PBL).

Tive a felicidade de conseguir o contato de um aluno do curso, Vitor Vergara, e o convidei para compartilhar conosco como é a rotina da faculdade, como são as atividades acadêmicas e mais. Além dele, mais alguns estudantes coloboraram na entrevista abaixo, agradeço a todos – Leonardo Negrão Guimarães, Vitor de Souza Vergara, Samira Dias dos Passos e Samer Majid Ghadie – pela ajuda e disponibilidade de participarem do Blog.

 
Foto do Campus de Campo Grande MS

Foto do Campus de Campo Grande MS

 
1) Como é a rotina de estudos e aulas? Está gostando?

A rotina no começo é mais tranquila, mas vai se tornando mais intensa, e na maioria das vezes acabamos extrapolando o tempo de estudo individual. A questão é mais de otimizar o tempo, e isso com o decorrer do curso vai se conseguindo. Temos aulas de segunda a sexta-feira em tempo integral começando 7:30 e indo até 11 horas ou 11:30 com intervalo nesse período da manhã. Na parte da tarde as aulas começam 13:30 e vão até 17:30. Estou gostando do curso, e por ser primeiro ano há alguns pontos que precisam de ajustes, mas as expectativas daqui para frente são as melhores e todos estão empolgados para iniciar as atividades no Campus recém construído da UEMS em Campo Grande.  

2) O ensino de vocês da UEMS é o PBL, como que funciona esse sistema? Tem um período de estudos individual?

O PBL é uma metodologia ativa de ensino que estimula o estudo individual. No nosso caso, o curso é dividido pelos chamados módulos. Existem os módulos longitudinais como Habilidades Médicas(HM), Interação, Ensino, Serviço e Comunidade(IESC), Iniciação e Fundamentos Científicos (IFC) e Habilidades de Comunicação, Liderança e Gestão (HCLG), que são anuais com avaliação semestral e contemplam as atividades realizadas em hospital, Unidades de Saúde, práticas da profissão médica, atividades de cunho científico e desenvolvimento da comunicação, da qual faz parte a matéria de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), que é obrigatória no nosso curso. Há também os chamados Módulos Temáticos, que são baseados nas tutorias, as quais são desenvolvidas por meio de grupos que discutem um problema e estabelecem os objetivos de estudo para ocorrer nova discussão e compartilhamento do conhecimento obtido no estudo individual, que possui tempo reservado na grade toda quarta-feira e sexta-feira na parte da tarde.

Os Módulos Temáticos se constituem de 6 Módulos durante o ano, contemplando assuntos abrangentes e possuem Suporte de Aprendizagem Multidisciplinar (SAM), com atividades em laboratório de anatomia e histologia, e também palestras. Portanto, são realizados 3 Módulos por semestre, e ao final de cada um deles há avaliação, além das notas dadas pelos tutores pelo seu desempenho no grupo tutorial. Para exemplificar alguns nomes de Módulos do primeiro ao temos: Módulo Temático de Abrangência das Ações em Saúde, Módulo Temático de Introdução ao Estudo da Medicina, Módulo Temático de Concepção e Formação do Ser Humano, Metabolismo, dentre outros.   

3) Gostaria de saber mais sobre a participação dos tutores na formação., eles tiram dúvidas? Dão aulinhas?

Tutor é algo que, dentro do PBL, é tido como facilitador do processo. O que seria isso? Mais ou menos como um professor, porém ele atua ajudando na elaboração dos objetivos de estudo. Tais objetivos nos norteiam no estudo individual, que tem um tempo separado para seu exercício. Aulinhas não são dadas por tutores. A única coisa que temos de aula é anatomia e histologia, que fazem parte do nosso suporte de aprendizado. Suporte esse que acontece em laboratório, e correlaciona as matérias com o tema das tutorias.

4) Conte-nos um pouco sobre a infraestrutura da faculdade…Contam com laboratório de anatomia e outros?

O nosso novo campus foi inaugurado no dia 30 de junho. Como disse, é novo. Tudo em ordem, salas especiais para tutorias, laboratórios especializados de acordo com as diretrizes do MEC e contamos com uma simulação de um centro cirúrgico, altamente especializado para a aprendizagem. Em laboratórios de anatomia, o sistema de aprendizado será por bonecos anatômicos e não por cadáveres. Laboratórios de histologia com vários microscópios de alta resolução, novos, e lâminas recém montadas.

 

UEMS

5) Quais são as matérias que mais gosta? Qual sua principal dificuldade na graduação?

Na verdade, não temos “matérias”. Por nosso ser estruturado em metodologias ativas, como o PBL, aquilo que seriam as matérias, são as divisões que chamamos de módulos, em que desenvolvemos diferentes competências. Os módulos que mais gostamos são aqueles que nos aproximam mais da prática médica, como o Módulo de Habilidades Médicas e o Módulo Interação Ensino Serviço e Comunidade, onde podemos estar em contato com o cenário médico em hospitais e Unidades Básicas de Saúde. Em relação às nossas dificuldades, acredito que seja geral a diferença brusca na mudança entre a metodologia tradicional que estávamos acostumados no cursinho e ensino médio, para a metodologia ativa, em que nós somos responsáveis por nosso aprendizado, ou seja, não dependemos de um professor para transmitir o conhecimento, mas nós mesmos devemos buscá-lo.  

 

6) Medicina já é um curso puxado, mas vocês tem matérias optativas e/ou atividades extracurriculares?

Neste momento para o primeiro ano, nossa grade possui apenas módulos obrigatórios, nenhum é optativo. No entanto, existe um horário na grade para atividades complementares, em que podemos utilizá-lo para desenvolver atividades extra curriculares, como projetos de pesquisa e extensão.

7) Como o curso é novo, muitas coisas estão se estabelecendo ainda.. Já há alguma organização própria dos alunos, como Centro acadêmico/departamento cientifico?

Os acadêmicos do curso já fundaram sua Associação Atlética Acadêmica, chamada Associação Atlética Acadêmica De Medicina UEMS Rivaldo Venâncio (A.A.A.M.U.R.V.), que homenageia o médico doutor e especialista concursado da FIOCRUZ Rivaldo Venâncio da Cunha () e o Centro Acadêmico Magali Sanches está em processo de fundação que homenageia a médica doutora e coordenadora do curso (). Por enquanto são essas duas organizações fundadas pelos acadêmicos do curso. 

8) Para os futuros ingressantes e que vierem se fora, conte-nos como é morar em Campo Grande MS?

Morar em Campo Grande é morar num lugar calmo, é uma capital com jeito de interior, não muito turbulenta. O trânsito flui bem (existem horários de pico, mas nada comparado a São Paulo). Os estudantes têm passe de ônibus, adquiridos junto a prefeitura, para se locomoverem de graça. As ruas são largas e a cidade é bem arborizada e relativamente extensa, o que dificulta a locomoção a pé para lugares distantes. As pessoas gostam de tomar tereré e existem parques de lazer para as pessoas praticarem hábitos saudáveis. 

 

Espero que tenham gostado das informações do post!! Dúvidas e comentários são bem vindos aqui no Blog, participem! 
Assuntos do Artigo
  • entrevista a alunos de medicina

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) (4 Votos, Média: 5,00 out of 5)
Loading...

Artigos Relacionados à Entrevista com Alunos do Curso de Medicina da UEMS!

Sobre o autor | Website

Sou estudante do 4º ano de Medicina na Faculdade de Medicina da USP, blogueira desde 2012 quando fazia Cursinho pré-vestibular. Há poucos meses comecei o Vlog Mediários no You tube.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: