Scroll Top

Diário de um Estudante de Medicina

Meu Quinto Semestre de Medicina: Diário de uma Estudante

Olá, queridos internautas, depois de algumas longas semanas sem escrever estou de volta no ABC da Medicina, todo final de semestre é assim mesmo e aqui começo o meu clássico Resumo do Semestre. E já estou no quinto!! Uma pequena observação: O curriculo da Medicina USP está mudando para as turmas que entraram nesse ano de 2015 e para as próximas, então, provavelmente as coisas vão ser um pouco diferentes.

Matérias do Quinto Semestre – Faculdade de Medicina

Tivemos diversas matérias, algumas delas acabaram no meio do semestre para outras começarem. Vou tentar falar um pouco da disciplina, como foram as aulas e conteúdos.

estuudar

  • Propedêutica Clinica II: não sei se todos lembram, semestre passado tive a propedêutica I, foi um continuação da Semiologia – em que aspectos como História/Anamnese do paciente e exame físico são os principais. Vimos temas básicos e gerais, como Ascite, Cefaléia, Diarréia e Constipação, Tosse e Hemoptise e outros, e nós nos familiarizamos um pouco com as principais queixas, sintomas e o como conduzir as perguntas para guiar o diagnótico. As aulas são em pequenos grupos, de uns 7 a 8 alunos, no inicio temos a discussão do tema do dia, algumas questões orais. Depois vamos ver pacientes, tirar a história e tentar fazer uma hipótese diagnóstica. A matéria é intensa, no meio do semestre tivemos um prova prática muito dificil =( Tinha quatro estações, em cada uma um paciente (um ator) e um avaliador e nós tinhamos metas (perguntas essenciais a serem feitas, exame correto, hipotese diagnostica). Bem foi meio traumatizante haha. E no final de tudo, tivemos uma prova teórica.
  • Propedêutica Cirúrgica: o mesmo esquema de prop. clínica, pequenos grupos para ver pacientes. Mas tinha aula teórica com todos antes. Vimos temas básicos de importância cirurgica, como Apendicite, Hemorragia digestiva alta/baixa, Pneumotórax, queimaduras etc. Tivemos muuitas aulas, parte delas no HC e outra parte no HU na cidade universitária (foi bem melhor e mais organizado) e uma prova final no sábado. É uma matéria que depende muito do seu professor do subgrupo, alguns foram muito bons e interessados, outros nem tanto.
  • Propedêutica da Criança: Achei que seria uma disciplina organizada, mas não foi bem assim. tivemos 5 aulas sobre diferentes assuntos em pequenos grupos. A prova foi meio dificil e muita gente foi mal.
  • Propedêutica do Adolescente: Tivemos umas 5 aulas também, foi muito bem organizada e um dos professores foi ótimo – em aulas sobre mente e corpo do adolescente e mudanças dessa fase, ele fez aulas interativas e que prenderam a atenção de todos. Tinha um módulo EAD que era basicamente o que tinhamos que estudar para a prova, eu gostei porque foi uma forma de estudarmos pelo menos o essencial. 
  • Técnica Cirúrgica: Uma matéria meio estranha para o 3o ano, porque vamos demorar a poder aplicar os conhecimentos e parece meio a parte das outras matérias… Mas foi uma introdução à Cirurgia, vimos os tipos de pontos e suturas, algumas cirurgias importantes e procedimentos básicos de emergência (cricotireoidostomia). Tivemos uma parte prática no inicio com peças separadas e depois, umas duas vezes fazemos os procedimentos no animal (dá muita dó =/). 
  • Anatomia Topográfica II: foi logo no inicio do ano, tivemos uns dois meses de aulas, foram voltadas basicamente para cavidade abdominal. Aquele esquema de anatomia, muita coisa para decorar e pouco tempo de estudo prático para dar uma sensação de "aprendi mesmo". 
  • Dermatologia: tivemos uns dois/três meses de aulas, foi interessante ter uma visão sobre esse especialidade e conhecer termos basicos, lesões elementares. Eu descobri que não quero fazer dermatologia haha as doenças são bem doidas, muitas doenças causam a mesma apresentação. Tinhamos aulas teoricas (1h) e depois prática em pequenos grupos novamente, viamos varios casos da enfermaria ou ambulatório, mas não era muito ligado ao tema da aula. Tivemos duas provas, o que ajuda bastante e não acumula muita materia para uma prova só (como em outras materias, vide Prop cirurgica, aconteceu)

Livro de patologia (muito usado nesse semestre)

Livro de patologia (muito usado nesse semestre)

  • Patologia do Sistema Respiratório: faz muito tempo que tive haha não lembro muitos detalhes, mas a professora era legal e as aulas não tão longas. Tinha algumas discussões de casos clinicos após a aula teórica e uma prova ao final de tudo.
  • Patologia Renal e Urológica: não gostei nada haha o esquema das aulas era o mesmo das outras patos, mas acho que o problema é o tema (Também tirei Nefrologia da minha lista de possiveis especialidades). Aprendemos várias doenças renais e tumores, bem dificeis de diferenciar, principalmente porque tudo pode causar tudo haha (desabafo). Foi uma daquelas que fiquei com medo de não passar, mas no final deu certo.
  • Patologia Hematológica: Aulas teóricas e discussão de casos, tinha exercicios extras no site, mas eu sempre esquecia de fazer. No geral, as aulas foram boas, a matéria é meio dificil (eu acho muitas coisas dificeis nessa vida) porque envolve muito de diferenciação celular, mediadores disso e vários tipos de leucemias e linfomas. Mas foi interessante ter contato com essa especialidade, embora também não quero segui-la.
  • Psicologia Médica: uma das disciplinas mais comentadas, odiadas e que nos deu dor de cabeça! Simm!! Nossa manhã era dividida em: aula teorica com todos de temas bem diversos de psicologia, sociologia, comportamento humano, algumas bem "viajadas"; depois tinha a prática em subgrupos (de uns 15 alunos) e era a parte angustiante =( No meu grupo, a professora era uma psicóloga que discutia um pouco da aula teorica e depois outros temas que as pessoas traziam ou ela sugeria = por exemplo o paciente que te dá medo, como lidar com pacientes que tem atitudes que nos incomodam, porque escolher medicina… Esses temas são fundamentais para praticarmos uma medicina melhor e mais humanizada, mas a forma da discussão me deixava nervosa, e a dinamica de todos tem que falar, a professora querendo que a gente falasse muito de nós/nossa vida/ nossos medos e dificuldades… não era um ambiente que favorecia todos a se abrirem, só os mais extrovertidos que saiam contando a sua vida inteira para os outros, o que definitivament eu não fazia hahah Tinhamos que escrever redações semanais também, mas pelo menos a prova final foi ok.
  • Farmacologia: Essa materia é anual, então terminamos a metade do curso. É bem intenso, muitas coisas para decorar, medicamentos e vias/mecanismos de ação… De fato, é uma matéria essencial para a formação, exige um estudo continuo para ser bem fixada o que muitas vezes eu não consegui fazer (e para isso, sempre há o proximo semestre haha). Tivemos duas provas, e semestre que vem mais duas… 

Minhas atividades Extras

A Ligas – que são atividades extras,em geral, na hora do almoço e na qual atendemos pacientes e temos contato com alguma especialidade:

  • Geriatria – Continuo no  Liga de Geriatria, e esse ano estou como presidente da diretoria. Então, estou sempre mega atarefada organizando tudo: aulas, atividades praticas, trabalhos. No inicio do ano, fizemos o Curso introdutorio para que novos alunos entrassem na liga – foram 4 dias de curso, com aulas de noite, coffee (é muito dificil organizar, esses buffets dão muita dor de cabeça, atrasam e no final eu achei que faltou comida), e para quem não foi ao curso fizemos uma prova de seleção. Depois, tive que organizar os novos membros e os dias de atividades, como controlar frequencia e fazer com que as pessoas levassem a serio a liga (nos anos anteriores não estava bem assim haha). Além disso, estou sempre pensando em temas para aulas mensais, convidando professores e tal – até agora tivemos aula sobre Odontogeriatria e cuidados com saude bucal; Prevenção de Quedas; Avaliação global do idoso. 

 

Logo Liga de Geriatria - Medicina USP

Logo Liga de Geriatria – Medicina USP

  • Otorrinolaringologia – entrei esse ano, meu namorado é o presidente dessa liga ^^ e estou gostando bastante, especialmente porque tem muitos idosos que tem problemas auditivos e usam aparelhos ou precisam de cuidados de otorrino e estou aprendendo coisas novas. Atendemos pacientes na hora do almoço e tem uma grande variedade, desde crianças a idosos, podemos fazer procedimentos como lavagem de ouvido haha,aprendemos a examinar ouvidos/nariz e garganta, e acompanhamos exames de audiometria (que as fonoaudiologas fazem).
  • Telemedicina na Prática Médica – essa liga foi fonte de muitos sonhos e desilusões, eu e meu namorado estamos na diretoria dessa liga também (sim, mais compromisso e trabalho a ser feito haha mas somos uma dupla eficiente demais) e ficamos desde o ano passado escrevendo projetos meio "empreendedores", mas que no final não estavam alinhados com os interesses do departamento de Telemedicina… Mas após muitos meses de insistencia, conseguimos desenvolver uma atividade diferente e legal: estamos usando os recursos tecnologicos da telemedicina (vídeos, impressões 3D, espaços digitais) para organizar grupos de estudos tematicos. Durante um mês estudamos um tema, jutamos material e organizamos uma forma de expo-lo aos interessados. Já fizemos uma aula-discussão sobre Afecções da Laringe com o pessoal da Liga de Otorrino e foi bem legal =)

Em 2014, estava numa Iniciação científica na Telemedicina, mas por diversos motivos acabou não dando certo, e esse ano eu parei. Dá uma certa tristeza dupla: meu projeto, ao qual me dediquei demais, não vingou e agora eu estou sem receber a bolsa auxilio – gente num curso como o meu em que você só estuda o dia todo e não pode trabalhar, essas bolsas são salvadoras haha então, estou num periodo de "vacas magras" aqui haha.

Estou ajudando na Organização do GERP 2015 – Simpósio das Ligas academicas de Geriatria e Gerontologia. Estou na Comissão de Extensão e em contato com estudantes do Brasil todo, está sendo legal conhecer o trabalho de outras ligas e como elas agem na comunidade, projetos que fazem – estou me inspirando para melhorar minha liga também. Em novembro será o Simpósio e eu conto as novidades para vocês de como foi tudo.

Continuo no Madalegria, a Contação de Histórias está super legal. A cada sábado que eu venho no hospital para conversar e contar histórias para os pacientes eu me sinto renovada, realmente tem sido um aprendizado enorme. Esses dias conheci duas pessoas incriveis que estão no HC há 40 anos por uma paralisia infantil severa, uma delas escreve livros (Eliana Zagui) e o outro faz animações de computador – se puder pesquise sobre eles, a história de vida deles vai te emocionar.

Acabei escrevendo muito, mas esse foi meu Quinto semestre da Faculdade de Medicina… Espero que tenham gostado das atualizações do Abc, continuem lendo e participando do Blog ABC da Medicina!! Quem tiver sugestão de postagem, pode me mandar! Beijos

Assuntos do Artigo
  • blog estudante medicina
  • O que quer dizer quinto semestre

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) (9 Votos, Média: 5,00 out of 5)
Loading...

Artigos Relacionados à Meu Quinto Semestre de Medicina: Diário de uma Estudante!

Sobre o autor | Website

Sou estudante do 4º ano de Medicina na Faculdade de Medicina da USP, blogueira desde 2012 quando fazia Cursinho pré-vestibular. Há poucos meses comecei o Vlog Mediários no You tube.

8 Comentários

  1. Bárbara disse:

    tem alguma liga ou aulas complementares de medicina esportiva na usp?

    • Bianca disse:

      Olá Barbara, 

      tem sim =) Na FMUSP há a liga de Medicina esportiva, inclusive eles atendem até os alunos da atlética da faculdade… E tem uma optativa sobre o assunto também (não sei dar detalhes, mas sei que bastante gente dos primeiros anos pegou essa disciplina)

  2. Bárbara disse:

    Obrigada!!!

  3. Carol disse:

    Conheceu seu namorado enquanto estudava ?

     

  4. Emelly disse:

    Olá, 

    Moro em São Paulo – Capital e estou no 2° ano do ensino médio, e tenha algumas dúvidas referente ao curso de MED da USP.

    Gostaria de saber se durante o curso de medicina o aluno terá alguma noção de administração, ou, gestão hospitalar ?

    E se a USP oferece alguma ajuda financeira/bolsa de livros/transporte … ?

     

    Há algum tempo durante uma pesquisa, vi que o campus de RP oferece mais um ano para uma especialização, além do curso de graduação de 6 anos, isto é verdade ? E existe alguma diferença 'gritante' entre a Med Pinheiros x Med RP?

     

     

    Uma última perguntinha pessoal, rs 

     

    Entre estas faculdades, qual você escolheria ?

    UNESP X UNIFESP X UNICAMP

    * incluindo o quesito infra-estrutura e metodologia.

     

    Desde já muito obrigada,

    Emelly 🙂

    • Bianca disse:

      Olá Emelly, tudo bem?

      Durante a graduação temos pouquíssima noção de gestão, não há disciplinas incluidas, porém há opções de extensão universitária que permitem uma vivencia nesse tema. Dentre elas temos a Medicina Junior e sua Liga de Gestão, eu não participo de tais atividades, mas pelo que vejo os alunos estão se empenhando bastante em promover maiores oportunidades para os estudantes conhecerem mais sobre gestão, administração tanto hospitalar como das finanças de um consultório particular etc. Sobre auxílio: a USP tem diversos programas de bolsas para alunos com carência, bolsas para projetos de intervenção na comunidade e mais, vale a pena dar uma olhada no site do COSEAS USP, onde há algumas informações sobre o auxílio financeiro.

       

      A Faculdade de Medicina de Ribeirão da USP oferece essa opção de graduação a mais sim, mas não sei te informar detalhes … Há diferenças importantes, porém ambas são faculdades de excelência no país. No campus de São Paulo (Pinheiros) está o Complexo do Hospital das Clínicas, com diversos centros de referência no país e na América Latina.

       

      Dentre essas faculdades, sei mais sobre Unicamp – que tem uma infraestrutura muuito nova e moderna, além de várias áreas de destaque como Hematologia e Medicina Nuclear; e conheço um pouco da Unifesp, que tem uma grande infraestrutura, já não tão moderna porque é mais antiga, conta com hospital de referência aqui na região. Eu ficaria entre elas, só teria que ponderar entre morar na cidade de Sp ou mais para o interior, em Campinas.

      De nada!! Bjs

  5. Emelly disse:

    Muito obrigada Bianca, espero entrar na USP antes de você ja ter saido rs. Seu blog é uma grande referência para mim, e isso significa muito ♥ 

    Até, Emelly.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: