Profissão

Motivos para Fazer Medicina – Dicas e Vivências de uma Estudante da área

A Medicina é uma das áreas que mais atraem estudantes, o que vemos desde a época dos vestibulares e sua enorme concorrência. Hoje vou falar da minha experiência como estudante de medicina e quais são os pontos positivos de se seguir essa carreira!! Espero que esse post ajude quem estiver no processo de autoconhecimento e escolha de qual curso que deseja estudar e qual carreira seguir.

Por que escolher a Medicina como profissão?

Motivos para se Fazer Medicina – por uma estudante de Medicina 

1) Diversidade de Campos de Atuação: isso foi um dos aspectos que sempre me atraiu na medicina e hoje em dia vejo que é bem verdade!! Quando a gente escolhe ser médico, não estamos definindo um tipo apenas de estilo de vida ou uma possibilidade restrita de atuação após formados. Ao longo da faculdade, percebemos muitas opções e caminho diferentes a serem esoclhidos, vemos como cada especialidade tem suas peculiaridades (horarios, locais se trabalho) e também que você não precisa necessariamente seguir para residência se seu foco for mais em pesquisa, você pode fazer mestrado/doutorado, por exemplo.

Se você entrar na Medicina não precisa se preocupar logo no começo em decidir qual área vai se especializar, pode ir conhecendo com calma até decidir qual combina mais com você. Só para vocês terem uma ideia, alguns dos campos de atuação de um médico são:

  • Pronto socorro
  • Consultório (Posto de Saúde, Hospital ou Clínica particular)
  • UTI (Unidade de terapia intensiva)
  • Centro cirúrgico (Anestesista, Cirurgião, Fisiatra)
  • Enfermaria (Cuidado de pacientes hospitalizados)
  • Hospital Dia (local para procedimentos diários, sem internação)
  • Perícia médica
  • Pesquisa laboratorial ou clínica
  • Pós graduação/mestrado/doutorado (para trabalhar como professor universitário, por exemplo)

2) Rotina não Monótona: mesmo tendo que escolher uma especialidade, por exemplo Pediatria, dentro de cada área o médico tem uma gama de atividades a serem desenvolvidas, além de poder mesclar alguns dias de trabalho em pronto socorro, outros em clínica, enfermaria etc. E em cada uma dessas possibilidades de atuação, o médico tem contato com paciente (conversa, examina, pede exames, discute imagens e medicações), realiza procedimentos invasivos (coleta de sangue, líquor, passa cateter central), interage com equipe multidisciplinar para o cuidado completo do paciente (nutricionista, fonoaudiologia, fisioterapia, enfermagem, serviço social), verifica exames de imagem como raio x/tomografia/ultrassom etc, dependendo da especialidade faz cirurgias … é realmente muita coisa haha. 

Agora como aluna tenho vivenciado bem isso, essa diversidade de atividades deixa nosso dia mais dinâmico. Claro que varia um pouco de especialidade para especialidade, porém no geral a rotina tende a ser bem preenchida de atividades! 

Campos de Atuação

3) Equilíbrio entre aprendizado Teórico e Prático: Um dos aspectos mais fascinantes das profissões na área da saúde é que a prática é simplesmente indispensável. Temos que colocar "a mão na massa". Não importa quantos livros tenhamos lido sobre exame físico, jamais vamos saber realizá-lo de fato ao menos que pratiquemos..e MUITO! Por isso, somos gradativamente expostos a situações mais complexas para que possamos concretizar aquilo que aprendemos na teoria. É uma sensação incrível fazer essa transalação de conhecimento! Depois de um tempo estudando e praticando você percebe o quanto progrediu e devemos sempre nos motivar a nos aperfeiçoar cada vez mais.

4) Carreira estável e oportunidades de trabalho variadas: Por mais que nem sempre seja o mar de rosas que as pessoas imaginam, a medicina continua sendo uma ótima área em termos de empregabilidade e oportunidades profissionais. Isso acontece em grande parte pela razão já citada de que médicos possuem vários campos de atuação e tipos de vínculos empregatícios, podendo trabalhar como funcionários públicos, em setores particulares, autonomamente, na carreira acadêmica, etc. Dessa forma, sempre haverá procura por bons profissionais para preencher as mais diferentes vagas e funções.

Impacto social da Medicina da vida das pessoas

5) Possibilidade de impacto positivo na Sociedade: Esse é um fator inegável! A medicina é uma ciência que visa a melhoria da qualidade de vida das pessoas por meio da prevenção de doenças e também do manejo de situações em que elas acontecem, complicam e precisam de intervenções – como medicações, cirurgia etc. Tudo isso tem um grande impacto em controle de enfermidades, políticas públicas de saúde, além de possibilitar também um vínculo médico-paciente de confiança, ajuda e muitas vezes suporte psicológico na falta de uma equipe adequada.

Desde os primordios, os médicos tinham essa função meio mística de dominar a arte da cura… hoje em dia com a tecnologia e conhecimento científico, muitos perderam um pouco da parte da arte, no sentido de agirem (ou tentarem ao máximo) como máquinas, sem o sentimento humano e olhar para o sofrimento e angustias e anseios do paciente… Um médico bom hoje em dia domina muito bem todos esses aspectos que citei, a parte humana e a científica, oferecendo tanto segurança quanto a qualidade de seus conhecimentos, mas também dialogando e tratando o paciente como um todo. Para quem gosta, a medicina é cheia de humanismo s2 

Espero que tenham gostado do texto e das informações!! Se tiverem mais dúvidas sobre a carreira médica e sobre todo o processo de formação, pode entrar em contato comigo pelo blog ou redes sociais !! Abraços e até a próxima!!
 

Assuntos do Artigo
  • motivos para fazer medicina

Comente Via FaceBook

Comentários




| Website

Sou estudante do 4º ano de Medicina na Faculdade de Medicina da USP, blogueira desde 2012 quando fazia Cursinho pré-vestibular. Há poucos meses comecei o Vlog Mediários no You tube.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

4 Comentários

  1. Julianna disse:

    Oi Bianca! Gostaria de perguntar se a idade é um fator determinante, pois tenho 24 anos e estudo por conta e trabalho pra ajudar nos custos de casa. O mercado para medicina aceita pessoas um pouco "mais velhas"?  Tenho você como grande inspiração pra chegar a tão sonhada USP! Beijos.

    • Bianca disse:

      Oi Juliana, eu entendo sua ansiedade e preocupações com a questão da idade, porém acredito muito que ela não deve ser o fator limitante na sua escolha pela medicina. Tenho muitos colegas de turma que entraram nessa faixa etária outros com mais de 30 anos e estão super felizes e realizados seguindo a área que gostam! Lógico que será um caminho dificil, pois vai ter uma redução na participação financeira em casa, vai ter que se dedicar aos estudos, mas pense que são anos que estará investindo em seu futuro, quando se formar vai ver como valeu a pena, terá retorno não só financeiro como também social e pessoal =D

      Espero ter te ajudado, se quiser outra dica: tem umas contas de Instagram que eu acompanho que são de estudantes que se decidiram pela medicina “mais velhos”, alguns já até passaram e contam como está sendo a rotina, dá uma procurada lá que pode te ajudar ainda mais com motivação <3

      Desejo tudo de melhor, que vá bem nos estudos e em breve realize esse sonho !! 

      Grande abraço, 

      Bianca (:

  2. Barbara disse:

    Oi Bianca, tudo bem?

    Primeiramente, Adoro seu blog. 

    GostariA muito de fazer medicina, por mais que eu pense em outras profissões,  e até me veja estudando/trabalhando não é  a mesma coisa 

    Mas eu sempre penso se serei capaz de atender, fazer procedimentos, saber o que tem de ser feito. As vezes n me sinto muito capacitada 

    Gostaria de saber se essa insegurança passou por você e se é normal, ainda mais por n estar dentro da área e tudo parecer impossível de aprender.

    Desde já agradeço 

    • Bianca disse:

      Oi, Barbara!!

      Entendo esses medos, muitas vezes já cheguei a pensar dessa maneira tanto por insegurança pessoal quanto por achar que são procedimento dificeis e que exigem muito de qualquer um. Mas nãos e deixe desanimar por isso, não é algo só seu, todo mundo que entra na facudlade não teve preparo para isso (tirando aqueles que já vem de áreas semelhantes como enfermagem), então todos estarão lá para aprender juntos ao longo de toda a graduação (que tem alguns anos haha. Dito isto, quero tranquiliza-la, na Medicina nós nunca fazemos algo sem um bommm preparo, posso te dizer que temos muitas aulas teóricas antes, depois treinos em bonecos e equipamentos, depois acompanhamos outras pessoas capacitadas fazendo, depois somos supervisionados na prática até por fim, sermos responsaveis por algum dos procedimentos (isso muitas vezes é só na residencia!!). 

      Ao longo da graduação você verá quais áreas combinam mais com você, quais tipos de procedimentos gosta mais e se dá melhor, pode ter certeza!! Não é impossível!! Espero ter te ajudado, qualquer coisa pode me escrever!!

      Grande abraço <3

      PS:Eu acho que você me mandou mensagem em uma das redes sociais, não? haha Demorei, mas respondi aqui e lá !!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.