Estudante de Medicina Profissão

Saúde Mental – Dificuldades e Burn Out do Estudante de Medicina

Falar sobre Saúde Mental hoje em dia é mais do que necessário, a sociedade como um todo está vivendo sob um nível de estresse e competitividade irreal. Esse cenário é também vivênciado por muitos estudantes no período de Vestibular e na Faculdade. E meio que como consequência disso, podemos perceber as notícias frequentes que saem na mídia sobre jovens com depressão e as inúmeras tentativas de suicídio no ambiente universitário… Como estudante de Medicina que vivencio um pouco desse estresse geral em minha rotina, achei por bem comentar um pouco aqui no meu blog sobre minha visão sobre o assunto, bem como alternativas para tentarmos contornar esse grande dilema atual.

Estresse nos Estudos

Dificuldades e Burn Out do Estudante

O inicío das responsabilidades e pressões sobre um jovem estudante começam no momento da escolha da profissão e do curso que querem seguir no Ensino superior. Dependendo do preparo e do suporte social, condições familiares, psicológico da pessoa etc, esse processo pode ser mais tranquilo ou mais difícil. Depois da escolha, vem um longo caminho até a aprovação numa Universidade, o Vestibular. Esse é um momento de inseguranças e receios na vida de muitos estudantes e infelizmente nem todos tem o apoio emocional necessário para passar por esse momento de maneira mais natural e sem tantos traumas. 

Quando falamos de vestibulandos de Medicina (eu já prestei por alguns anos), esse estresse é pela cobrança interior, cobrança familiar, dificuldade em si com os estudos e a questão da alta concorrência para poucas vagas. Fazer mais de um ou dois anos de cursinho é mais do que comum antes de se ter a aprovação, nesse tempo o jovem passa por situações de ansiedade e cansaço que exigem um cuidado e atenção para dar espaço á saúde mental.

Quando há a aprovação no curso e universidade que tanto se pretendia, o jovem se insere no mundo universitário…. Nesse momento, as cobranças e responsabilidades não deixam de existir, e por vezes aumentam!!! Alguns cursos exigem monografia, outros tem carga horária super pesada, outros tem a fama de serem puxados e os professores fazem questão de manter esse "padrão", outros tem uma duração extensa como é o caso da Medicina. E novamente, o desgaste ao longo dos anos é real e precisa ser remediado e a qualidade de vida promovida. 

estresse dos estudantes e rotina cansativa

Tudo isso que eu fui citando acima não são desculpas ou a única razão pela qual os jovens estão cada vez mais estressados e deprimidos. Mas são fatores que influenciam muito na saúde mental das pessoas, são mais uma expressão da vida competitiva e acelerada que vivemos… As constantes pressões e cobranças de que temos que "ser o melhor", "ter dinheiro para isto ou aquilo" ou "não podemos errar" geram um mais um reforço ao estresse geral da vida, ao estresse local do curso/trabalho e potencializam questões/tendências mais individuais como a depressão. 

Não é uma ligação direta de causa e efeito, mas é uma questão de como uma coisa piora muito a outra… o resultado final, nós já conhecemos: é a nossa sociedade com cada vez mais pessoas sofrendo de problemas de saúde advindos do estresse em demasia. 

Importância da Saúde Mental nesse Contexto

Nesse sentido, queria dizer que é muito difícil conseguir modificar o modo de pensar coletivo da sociedade, fazendo com que as pessoas enxergem que a vida é algo além de ser um ser gerador de dinheiro e cumpridor de tarefas. Então, conforme algumas pessoas vão se conscientizando, estas devem promover em seu círculo de convivência um ambiente para discussão e mudança. 

Ter Saúde Mental nada mais seria do que ter um olhar de cuidado e atenção para o lado psicológico e emocional de cada indivíduo!! Isso envolve desde algo mais estabelecido como o acompanhamento por um psicólogo ou psiquiatra, até as formas alternativas de cuidado com a saúde mental como: meditação/religiosidade; práticas de relaxamento; dedicar momentos livres para lazer e autocuidado entre outros.

Por vezes é difícil que estudantes de Medicina e de outras áreas da saúde, que dedicam grande parte do seu tempo aos estudos e ao cuidado de pacientes, tenham atenção e cuidados próprios com sua saúde… Pela correria da rotina, ter um tempo separado para atividades de lazer, hobbies etc acaba ficando em segundo plano, e isso não é sempre uma escolha direta do aluno, mas fruto de como está organizado o nosso sistema de ensino superior e mercado de trabalho. 

Alternativas para Promover Qualidade de Vida e Ofertar Apoio e Suporte 

Qualidade de Vida

  • Tanto os estudantes como as instituições devem se atentar para a importância de se promover uma melhor qualidade de vida durante os estudos, permitindo a criação de espaços para discussão de temas de saúde mental, permitindo e criando momentos de lazer na Universidade (como esportes, meditação, grupos de discussão e criação de soluções etc). 
  • Apoio Psicológico sempre!! Tanto promovido pela família do jovem estudante (desde sua fase de cursinho até a faculdade) quanto promovido pelo ambiente universitário (especialmente nos cursos da área da saúde, que falta demais). É preciso que a pessoa que seja responsável pelo cuidado da saúde de outrem, seja cuidada e esteja bem para poder exercer o seu melhor trabalho, estar atenta e solícita em ajudar… Fora que como indivíduo, essa pessoa merece também qualidade de vida e suporte digno.
  • Não ter vergonha de procurar ajuda se precisar!! Muitas pessoas ainda tem preconceito com psicólogo e psiquiatra, acham que quem recorre a esses profissionais é louco ou uma pessoa fraca… Mas precisamos entender que assim como outros órgãos do nosso corpo adoecem, nossa mente também pode adoecer e nós precisarmos de um apoio especializado! 
  • Educar as novas gerações a entenderem que a vida deve ser um balanço entre as obrigações/trabalho/estudos e o nossos momentos de lazer e felicidade!! Ter qualidade de vida é isso, conseguir o equilíbrio que nos dê as condições de viver bem e de uma maneira mais leve. 

Espero que tenham gostado do texto e que tenha dado para refletir um pouco sobre Saúde Mental.. Deixem suas opiniões nos comentários aqui do Blog ABC da Medicina!! Até o próximo post =)

Comente Via FaceBook

Comentários




| Website

Sou estudante do 4º ano de Medicina na Faculdade de Medicina da USP, blogueira desde 2012 quando fazia Cursinho pré-vestibular. Há poucos meses comecei o Vlog Mediários no You tube.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.