Scroll Top

Saúde e Bem Estar

Zika Vírus e sua Relação com Microcefalia e Guillan-Baré no Brasil

Hoje vou falar um pouco sobre um tema que está em preocupando a população brasileira, a epidemia do Vírus Zika! Foram registrados milhares de casos em todo o país, inclusive associados a Síndrome de Guillan-Baré e ao surto de Microcefalia em bebês. Saiba um pouco sobre a transmissão do vírus, quais sintomas aparecem e como é o tratamento, além disso vou comentar sobre a relação do Zika Vírus e outras doenças e as medidas a serem tomadas. Aproveitem para deixa comentários e dúvidas aqui no Blog ABC da Medicina.

Fonte Ministério da Saúde

Fonte Ministério da Saúde

Como é a transmissão do Vírus? Quais os Sintomas do Zika Vírus?

O vírus Zika é um flavivírus (família Flaviviridae) transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, da mesma maneira que a Dengue, a Febre Amarela e o Chikungunya, dai sua associação com tais doenças. Essas três doenças tem sintomas gerais muito semelhantes como febre, mal-estar, dores pelo corpo, apatia, cansaço, exantema (manchas vermelhas pelo corpo) e dores articulares. Pode ocorrer diarréias e nauseas, em geral todos os sintomas são autolimitados e duram 3-6 dias.

Histórico do Zica Vírus no Mundo

Zika virus foi isolado, pela primeira vez, em 1947, num macaco Rhesus na Floresta de Zika (dai o seu nome), em Uganda, no continente africano. Aproximadamente 20 anos depois, ele foi isolado em seres humanos na Nigéria. Dali, ele se espalhou por diversas regiões da África e da Ásia e alcançou a Oceania. Possivelmente, ele entrou no Brasil trazido por turistas que vieram assistir à Copa do Mundo de Futebol, em 2014.

Relação do Zica Vírus com Microcefalia e Guillan Baré

virus

Apesar da inicial aparencia de benignidade da doença, tem sido registrados no Brasil e em outros países quadros mais severos, incluindo comprometimento do sistema nervoso central, como a síndrome de Guillain-Barré que é uma doença autoimune que provoca fraqueza muscular generalizada e paralisia, e a Microcefalia, que é uma má formação do cérebro durante a gestação.

Tratamento e Prevenção 

Não há tratamento específico para a doença febril causada pelo Zica vírus – como vacinas e medicamentos. O tratamento é sintomático com antiinflamatórios ou analgésicos sem acido acetilsalicílico e hidratação. Tudo isso deve ser recomendado e acompanhado por profissional de saúde, pois ele vai monitorar o quadro geral do doente e assim ficar atento a sinais de alarme/gravidade. Para as gestantes, o acompanhamento médico é fundamental pelo pré-natal, informando se aparecerem sintomas da doença e não utilizando remédios sem precrição médica.

A prevenção é o combate ao mosquito Aedes aegypti, eliminando os focos em que ele pode se reproduzir – locais com água parada!

prevencao-virus

Pesquisadores da USP descobriram mutações no vírus Zika que facilitam sua multiplicação e aumentam a concentração do vírus nas células humanas. Os cientistas da USP encontram semelhanças genéticas entre que podem explicar o número crescente de casos no Brasil. Para maiores informações, confira uma Entrevista feita com um pesquisador do ICB (Instituto de Ciências Biomédicas) da USP no link a seguir: 

https://www.mixcloud.com/CienciaUSP/ci%C3%AAncia-usp-v%C3%ADrus-zika/

Deixem seus comentários e dúvidas sobre o Vírus Zika e doenças relacionadas aqui no Blog ABC da Medicina!

Assuntos do Artigo
  • abc do zikavirus e da microcefalia

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) (1 Votos, Média: 5,00 out of 5)
Loading...

Artigos Relacionados à Zika Vírus e sua Relação com Microcefalia e Guillan-Baré no Brasil!

Sobre o autor | Website

Sou estudante do 4º ano de Medicina na Faculdade de Medicina da USP, blogueira desde 2012 quando fazia Cursinho pré-vestibular. Há poucos meses comecei o Vlog Mediários no You tube.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: