Scroll Top

Profissão

Mitos e Verdades sobre o Curso de Medicina – Relato de Estudante

Olá, queridos leitores! Como vocês sabem estou cursando o quarto ano do curso de Medicina e tenho muito contato com vestibulandos da área, tanto aqui pelo blog quanto pelo Youtube, com o Vlog Mediários, um projeto que realizo junto com o Fabio, meu namorado =)

Vejo que muitos vestibulandos tem dúvidas sobre o curso, sua estrutura e impacto na vida do estudante. Por isso, vou procurar resumir aqui alguns dos principais assuntos que geram polêmica e insegurança nos estudantes!!   Espero ajudá-los e também motivá-los na escolha por essa carreira!!

medicina-duvidas

O que é Mito sobre o Curso

1) Só gênios passam – Há uma cultura de quem passa em um vestibular concorrido é alguém com inteligência acima do normal, ou como costumam dizer, um gênio! Isso não é verdade, apesar de toda a dificuldade do vestibular, sabemos que com esforço e dedicação todos podem aprender, evoluir e conseguir dominar os assuntos que caem nas provas, e assim passar para Medicina. 

Antes de eu passar no curso, também tinha isso na cabeça, mas nunca deixei de estudar ou desanimei, pois queria me fazer ser capaz de passar. Então, saiba que quem está nessa faculdade não é um E.T., ou alguémm super dotado, simplesmente é uma pessoa que se esforçou e estudou o seu máximo para conseguir ser aprovado! Se você fizer o mesmo, também conseguirá.

2) É muito difícil de se formar – Muita gente pensa que a faculdade é absurdamente difícil e que existem apenas matérias complexas que exigem um esforço descomunal para serem aprendidas. Mas na realidade, como ocorre em todos os cursos, não somente na medicina, em cada semestre há um equilíbrio entre matérias um pouco mais exigentes e outras mais tranquilas. Às vezes pode até ser difícil tirar notas tão altas quanto as que estamos acostumados na escola, mas ser aprovado em cada semestre é totalmente possível com organização de estudos.

3) Medicina é só para Ricos – Pode até ser que isso fosse uma verdade algum tempo atrás. Porém, hoje em dia, tanto para a fase de preparo para o vestibular quanto para a fase de se manter financeiramente na faculdade isso mudou. Há muitas alternativas para que até mesmo pessoas com condições socioeconômicas menos favoráveis consigam ter acesso a essa carreira. Por exemplo, com a internet surgiram muito mais possibilidades de se ter acesso a materiais de estudo para o vestibular de forma barata ou até mesmo gratuita, como com vídeo-aulas, apostilas digitalizadas, resoluções de provas, simulados, etc .Já em relação a se manter durante o curso, cada vez mais surgem programas de financiamento e auxílio financeiro a estudantes. Aqui na USP há bolsas de alimentação. transporte, livros, sem falar na possibilidade de conseguir vagas em alojamentos universitários. Por isso, queremos passar a mensagem de que a sua condição financeira não deve ser vista como um barreira instransponível para se correr atrás do seu sonho!

4) Não vou ter vida social – Muitos pensam que tanto estudantes quanto médicos devem deixar sua vida pessoal de lado para se dedicar quase exclusivamente à medicina (uma ideia muito reforçada pelos seriados médicos haha). Mas o que acontece é que passamos por diferentes fases: durante a graduação, apesar de ser um curso de período integral, ainda há muitos períodos livres (noites, finais de semana, férias, etc) nos quais o estudante consegue ter tempo para si e fazer atividades que gosta. Depois que nos formamos, nós acabamos escolhendo um estilo de vida que combine conosco. Realmente há muitos médicos que fazem o tipo "workaholic"; Porém, não necessariamente precisa ser assim! A medicina é uma profissão que dá muitas opções de tipos de trabalho. Se alguém não quiser abrir mão de aspectos de sua vida pessoal, como família e lazer, ele pode escolher áreas de atuação que o permitam fazer isso.

Cena de Grey's Anatomy

Cena de Grey’s Anatomy

5) Estou velho demais para passar – Nãaaaaaaao!!! Não sei qual a sua idade, mas já vou te dizer: nâo existe idade certa para se estudar medicina!! As pessoas ficam preocupadas em ter que se formar logo em alguma faculdade, mesmo que para isso tenham que desistir do seu sonho por não quererem ficar mais algum tempo no cursinho. Isso é muito ruim, pois a pessoa pode acabar optando por algum outro curso com o qual não se identifica totalmente e, assim, corre o risco de ficar com uma profissão que não promova sua auto-satisfação por muito tempo.  Por isso, achamos que é importante refletir sobre esse assunto, para que o estudante faça uma escolha consciente da carreira que deseja seguir.

O que é Verdade sobre o Curso de Medicina

1) É um curso intenso – tanto em termos de duração quanto em termos de carga teórica e responsabilidades, o curso de Medicina é puxado para os alunos. Estudamos em tempo integral, ou seja, temos aulas de manhã e de tarde, fora as atividades extras que sempre gostamos de nos envolver. Isso é bom porque ficamos imersos num ambiente acadêmico e cheio de oportunidades, mas não nos permite conciliar com algum trabalho mais formal. 

2) Demora para dar retorno financeiro – Isso devido a questão do tempo para se formar como médico geral (6 anos de graduação) e pelo período de residência (em média de 3 anos). Mas quando esse retorno vem, em geral, é muito satisfatório e os médicos conseguem ter um bom padrão de vida com sua profissão. Vale lembrar que após a graduação dos 6 anos, os formados já podem dar plantões extras em hospitais e serviços a fora, o que ajuda e muito a complementar as bolsas de residência, mas é uma fase mais instável da profissão, depois de ser um especialista as coisas tendem a se estabilizarem.

3) Médico precisa estudar sempre  – isso é uma verdade suprema! Tanto durante o curso quanto na nossa vida profissional, temos sempre que estar nos atualizando, lendo novas publicações, novos métodos diagnósticos e terapêuticas. A Medicina evolui a cada dia, e nosso professores costumam dizer que se nós pararmos de estudar após formados, depois de um tempo mais da metade de tudo o que aprendemos já terá mudado e vamos ficar ultrapassados. Por isso, é essencial ao médico ler artigos científicos, ir a congressos e buscar formas de se manter atualizado…

4) Há muitos campos de atuação – a Medicina é um curso que nos abre muuuitas portas após a graduação, podemos atuar em diferentes áreas e cada uma terá um estilo de vida, um retorno financeiro, um impacto social etc. É um pouco reconfortante pensar nisso quando se é aluno, pois é impossível que o estudante não se identifique com um dos campos de atuação e siga, pode ser desde administrativo em hospitais, como pesquisador/professor, como médico de hospital e consultório. Em resumo é uma profissão bem dinâmica =) 

Foto do Site: Médicos sem fronteiras

Foto do Site: Médicos sem fronteiras

5) O trabalho é gratificante – e aqui termino com a parte mais bela da Medicina que é podermos ajudar tantas pessoas a passarem por momentos de medo, emergências, doenças e mesmo a morte. O retorno social de nossa profissão é maravilhoso, pensar que estudamos para dar mais qualidade de vida e conforto à vida de muitas pessoas é motivador e faz com que fiquemos realizados com nossa atuação. Assim como um professor pode mudar a vida de seus alunos, indicando o caminho do conhecimento, um bom médico pode também mudar a vida de seus pacientes, pode ser o conforto que ele precisa num momento de dificuldade, pode ajudar com o manejo de uma condição puramente física ou mesmo emocional/saúde mental. E é por isso que eu amo a Medicina <3 

Espero que tenham gostado do post e do meu Relato sobre o curso de Medicina, se tiverem mais dúvidas podem escrever para o Blog =) Até a próxima!!  

Assuntos do Artigo
  • curso de medicina retorno financeiro
  • o outro lado do curso de medicina
  • verdade sobre todo estudante de medicina

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) (2 Votos, Média: 5,00 out of 5)
Loading...

Artigos Relacionados à Mitos e Verdades sobre o Curso de Medicina – Relato de Estudante!

Sobre o autor | Website

Sou estudante do 4º ano de Medicina na Faculdade de Medicina da USP, blogueira desde 2012 quando fazia Cursinho pré-vestibular. Há poucos meses comecei o Vlog Mediários no You tube.

2 Comentários

  1. Gertrude disse:

    That’s the best answer by far! Thanks for coritnbuting.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: